O antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau Carlos Gomes Júnior disse hoje confiar na justiça do país, caso pretenda esclarecer o paradeiro e a utilização dos 12 milhões de dólares que Angola doou ao país em 2012, como apoio orçamental.

Spread the love